Arquivos do Blog

Resultados parciais de sexta-feira

Feminino
Kristina Mladenovic (FRA) d. Emi Mutaguchi (JAP) 6/1 6/4
Camila Silva (CHI) d. Omae Akiko (JAP) 6/2 6/3
Silvia Njiric (CRO) d. Veronica Cepede Royg (PAR) 6/1 7/6(5)
Madison Keys (EUA) d. Eugenie Bouchard (CAN) 3/6 7/6(4) 6/2

Masculino
Facundo Arguello (ARG) d. Tiago Fernandes (BRA) 6/2 6/1
Gianni Mina (FRA) d. Andrea Collarini (ARG) 7/5 6/3
Yannick Reuter (BEL) d. Filip Horansky (ESL) 4/6 6/3 6/4
Duilio Beretta (PER) d. Kevin Konfederak (ARG) 7/6(3) 6/4

Tiago Fernandes é o Brasil nas quartas

A despedida das meninas e as vitórias do masculino

Osvaldo Maraucci, treinador e comentarista dos Canais ESPN no Banana Bowl

As transmissões de tênis dos Canais ESPN têm a marca de dois grandes treinadores brasileiros como comentaristas: Paulo Cleto, citado aqui no Blog pelo último campeão da chave masculina do Banana Bowl, Eduardo Oncins, e Osvaldo Maraucci, ex-treinador do irmão de Eduardo, o genial Jaime Oncins, duas vezes semifinalista da Copa Davis.

Maraucci está presente neste 39º Banana Bowl 18 anos como treinador, comandando oito atletas entre Pré-Quali, Quali e chave principal.

Para o Blog do Banana Bowl, ele falou sobre o grande prestígio que o torneio ainda possui, sobre seu trabalho como treinador e, claro, sobre o longo jejum de títulos brasileiros na competição.

Ele acredita e torce para que o tabu caia ainda neste ano. Você concorda?

Assista:

Zé Pereira repete 2008 e é bicampeão no Paraguai

jose-pereira-jr-sext

O brasileiro José Pereira Jr. foi campeão neste sábado da etapa paraguaia da Gira Cosat, última parada antes do Banana Bowl 2009.

Assim como em 2008, Pereira chega ao torneio brasileiro com o título paraguaio.

Neste ano, ele derrotou na final o eslovaco F. Horansky em parciais de 3/6 6/2 7/5.

O jogo teve duração de 2h30min, com sol forte e temperatura na casa dos 35 graus.

Zé Pereira viajou para o Paraguai com apoio da parceria CBT/Correios, e será através dela que ele viaja para Florianópolis neste domingo e depois para Porto Alegre, onde tenta o bi também da Copa Gerdau.

José Pereira vence Tiago Fernandes e decide no Paraguai

jose-pereira
O brasileiro José Pereira está na final da etapa paraguaia do Circuito Cosat, última antes do Banana Bowl, mais tradicional torneio infanto-juvenil da América Latina. Zé, principal favorito do Banana, derrotou nesta sexta, na semifinal da categoria 18 anos, o também brasileiro Tiago Fernandes, que também estará em Florianópolis (SC), por 6/2 e 6/4.

Cabeça-de-chave 1, Pereira joga a decisão neste sábado, em Assunção, contra o vencedor da partida entre o eslovaco F. Horansky e o argentino A.Collarini, cabeça-de-chave 2.

Definidos Wild Cards do 39º Banana Bowl 18 anos

logo-banana1A organização do 39º Banana Bowl 18 anos definiu nesta sexta-feira os Wild Cards da competição, que começa neste sábado com o qualifying – que conta com 44 brasileiros (em chave de 64) no masculino e mais 24 (em chave de 32) no feminino – e na segunda-feira com a chave principal. Com os convites e o quali, o número de brasileiros na chave pode superar o de 2008, quando 17 jogadores disputaram a chave masculina e 10 meninas entraram na chave feminina. Hoje, o número de qualificados no feminino já supera o do último ano, com 11 classificadas.

No feminino, as primeiras classificadas foram Barbara Luiza Gueno e Laura Pigossi de Andrade, finalistas do Pré-Quali. Depois da confirmação da inscrição dos atletas no quali, foi a vez da organização divulgar convites para Gabriela Silva, Nayara Moraes, Flavia Bueno, Carla Forte, Milena Poffo e Gabriela Eufrásio na chave principal.

No masculino, os primeiros confirmados na chave pelo Pré-Quali foram Rodrigo Schaefer e Henrique Tsukamoto. Os convites da organização foram para Bruno Semenzato, Guilherme Clezar, Eduardo Dischinger, Andre Gaidzinski, Daniel Schmitt e Lucas Melgarejo.

No qualifying, os convites não foram distribuídos, uma vez que não houve alternates para a chave. Com isso, a chave qualificatória masculina é composta por 64 vagas e a feminina por 32. Os principais favoritos não jogam a primeira rodada.

A principal diferença para este ano foi o número de classificados independentemente de convites. Enquanto em 2008 apenas José Pereira entrou direto na chave principal, desta vez foram três atletas no masculino e o mesmo número no feminino.

O país pode também superar o número de atletas furando a fase qualificatória. No ano passado foram 3 lucky losers e quatro qualifiers brasileiros na chave masculina e apenas duas no feminino.

39º Banana Bowl ganha apoio do Governo do Estado de Santa Catarina

Deu no site da CBT:

fundesporte-atualizadoA categoria 18 anos do Banana Bowl recebeu uma ótima notícia nesta semana. O Governo do Estado de Santa Catarina, representado pelo governador Luiz Henrique da Silveira e pelo Secretário de Turismo, Cultura e Esporte, Gilmar Knaesel, decidiu apoiar a competição que acontece pela primeira vez na capital catarinense.

“Há duas razões para nosso apoio ao torneio. O primeiro é que Santa Catarina será sede novamente de evento de nível internacional, e isso confirma a política traçada pelo governo do estado, buscando atrair a mídia para o estado e o fortalecimento do esporte. A segunda é que o tênis, especialmente em Florianópolis, é um esporte extremamente popular, com grande público, muitos atletas. Florianópolis está sempre buscando o esporte de excelência. Por isso, este evento, com tenistas nacionais e internacionals, mesmo juvenis, já é de grande importância pra nós”, disse Gilmar Knaesel.

O secretário ainda falou sobre a possibilidade da quebra do tabu do Banana Bowl já na primeira edição catarinense do torneio. “Seria fantástico se tivéssemos este resultado. Se isso acontecesse, por si só já valeria o investimento. Vamos todos ficar na torcida para que isso aconteça neste ano”, completou.

Para o presidente da Confederação Brasileira de Tênis, o catarinense Jorge Laceda, o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, com o Fundo Estadual de Incentivo ao Esporte – Fundesporte, aumenta a possibilidade de Santa Catarina sediar grandes eventos. ” O apoio que sempre temos do Governo de Santa Catarina é um facilitador para levar os eventos, principalmente pela Lei de Incentivo ao Esporte do estado, que é um exemplo para todo Brasil. A organização e apoio total da federação local, são primordiais para Santa Catarina ser sede de grandes eventos”.

%d blogueiros gostam disto: