O Banana Bowl acabou, mas o blog ainda não

Os franceses Kristina Mladenovic e Gianni Mina chegaram à final do Banana Bowl como favoritos ao título.

Mladenovic porque até então não havia cedido um set sequer, e ainda tinha chegado à decisão de duplas do torneio.

Porém, assim como na decisão de duplas, teve problemas em seu saque, prato cheio para a valente chilena Camila Santos, que ganhou confiança e jogou uma grande decisão. É certo também que o calor do meio dia atrapalhou seu desempenho.

Já Mina era a grande sensação deste Banana Bowl. Porque chegou à decisão atropelando o argentino Facundo Arguello, além de ter derrubado dois grandes favoritos, o brasileiro José Pereira e o argentino Andrea Collarini.

Como se não bastasse, tinha mostrado um poder de reação imenso ao virar três sets antes das semifinais perdendo por 5/2 e saque para o adversário.

Mas na final, a história mudou. Mina, que havia vencido duas partidas em três sets, desta vez não mostrou o mesmo ímpeto, e foi barrado pela frieza do belga Yannik Reuter, que já havia participado do Banana Bowl 2008, quando parou nas quartas-de-final.

O torneio terminou, mas este Blog ainda não. Nesta semana teremos aqui os vídeos finais do torneio, além daqueles que não conseguimos colocar no ar anteriormente por falta de tempo.

Mas desde já, obrigado. Termino com algumas curiosidades do torneio.

– Pelo segundo ano seguido, a sensação do torneio é eliminada na decisão. No ano passado foi o sérvio Filip Krajinovic, que derrubou o próprio Yannick Reuter nas quartas e o brasileiro José Pereira nas semifinais antes de perder para o argentino Juan Vazquez Valenzuela na final.

– No feminino, ocorreu o oposto ao ano passado. Desta vez, uma sul-americana venceu uma européia, diferente de quando a romena Ana Bogdan bateu a argentina Paula Ormaechea em 2008. Ormaechea jogou este Banana Bowl, mas parou na segunda rodada.

– O desempenho brasileiro neste ano foi pior do que em 2008, quando fomos às semifinais com José Pereira. Desta vez, Tiago Fernandes parou no argentino Facundo Arguello, nas quartas. A boa notícia é que Tiago tem apenas 16 anos, e deve jogar o Banana em 2010.

– Junto com Tiago, outros bons nomes apareceram neste ano: Gabriel Dias, o Pente, Bruno Semenzato e Guilherme Clezar. Destes, somente Gabriel Dias não poderá jogar o torneio em 2010. Além deles, atletas que neste ano disputam seus primeiros torneios juvenis estarão em evolução. Casos de Pedro Dumont, Carla Forte e Laura Pigossi, por exemplo.

– Uma outra geração de jogadores brasileiros se despede da categoria juvenil neste ano. Casos de José Pereira, Ídio Escobar e Flávia Borges, por exemplo. O brasileiro-sueco Christian Lindell também dá adeus à categoria.

Campeões do Banana Bowl 2009
Masculino: Yannik Reuter (FRA) vice: Gianni Mina (FRA)
Feminino: Camila Santos (CHI) vice: Kristina Mladenovic (FRA)

Anúncios

Publicado em 23/03/2009, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: